Se agrupados, os motivos de preocupação e angústia com a Igreja nos dias atuais produziriam uma lista mais extensa que as 95 teses expostas por Lutero em 1517. O constrangedor mercantilismo da fé; a frenética busca por pomposos títulos ministeriais; a manipulação da política eclesiástica para satisfações pessoais; o desinteresse pela missão e a intencional […]

Continue lendo →

Relação entre conhecimento e prática na missão Observando o universo cristão sob o ângulo da missão – seja na formalidade de um ministério definido ou na informalidade de um serviço diário – percebe-se claramente a necessidade de equilíbrio entre competência e eficácia. Competência é a capacidade adquirida em alguma área. Isto é, capacidade para aprender […]

Continue lendo →

O deserto é possivelmente uma das mais claras representações da ausência de vida e esperança. Beduínos e Tuaregues – povos do deserto – desenvolveram milenares técnicas de sobrevivência para resistirem à angustiante mistura de sol, calor e areia. Anos atrás, atravessei a parte ocidental do Saara e, apesar de estar acostumado com as temperaturas tropicais, […]

Continue lendo →

A Igreja de Cristo ao redor do mundo é normalmente identificada pela livre comunhão, encontros públicos de adoração, leitura zelosa da Palavra e disposição para proclamar o Evangelho de Deus. Porém, essa não é a realidade de todos, especialmente da chamada Igreja Sofredora. Há muitos que, por seguirem a Cristo, estão sujeitos a diversos tipos […]

Continue lendo →

Repensando nossa funcionalidade eclesiástica Ronaldo Lidório Ao refletir sobre a natureza da Igreja nos confrontamos imediatamente com algumas claras limitações. A primeira seria uma limitação sociológica, na medida de que todos nós, de alguma forma, temos sido influenciados por 2 fatores construtores da presente sociedade, o hedonismo e o narcisismo. Junto a alguns outros, os […]

Continue lendo →

Ronaldo Lidório Uma das principais barreiras para a evangelização não é o ambiente, muitas vezes árido para a comunicação da mensagem, mas o entendimento, por parte da própria Igreja, quanto ao Evangelho. Devido a uma influência secularista, liberal e reducionista na missiologia das últimas décadas, houve uma humanização de conceitos que necessitam de revisão bíblica. […]

Continue lendo →

Gostaria de partilhar sobre a postura bíblica perante o pecado. Usarei Neemias como nossa referência. Neemias é um exemplo de homem que seguiu a visão que o Senhor plantou em seu coração. Seguiu para Jerusalém destruída e desabitada para reconstruí-la . Após lutar contra diversos inimigos, como Sambalá e Tobias que o aterrorizam, enfrentar críticas […]

Continue lendo →

Nestes dias tenho pensado sobre os essenciais da nossa fé. Estou convicto que os periféricos da vida podem facilmente nos desviar de praticarmos um Cristianismo bíblico e simples, fazendo com que nossa atenção, energias, dons e relacionamentos se desgastem nas notas de rodapé de uma religiosidade quase vazia. Há diversos essenciais na vida Cristã. Um […]

Continue lendo →

Hebreus é um dos livros mais fascinantes de toda a Bíblia e nos conduz a crer que a missão da Igreja está fundamentada em Cristo. Este livro fortemente cristocêntrico apresenta Jesus logo no primeiro capítulo como O resplendor da glória, Herdeiro de todas as coisas, Sustentador do universo, Purificador de pecados, Majestoso e Superior aos […]

Continue lendo →

Uma visão antropológica sobre a prática do infanticídio indígena no Brasil  Neste artigo pretendo abordar o infanticídio indígena como fato social e expor as teorias antropológicas que fundamentam as idéias de apoio e oposição a tal prática no meio acadêmico. Farei uma tentativa de olhar também para o fato em si, do ponto de vista humano, […]

Continue lendo →

Orientações gerais e sugestão de prática de aprendizado Ronaldo Lidorio  Escrevo este texto tendo em mente aqueles que tem pela frente a tarefa de aprender com fluência uma língua local e faria bom uso de algumas orientações gerais bem como de uma proposta de prática de aprendizado. Aprender uma língua é um processo complexo que envolve contato e […]

Continue lendo →

Ronaldo Lidório Há, sem dúvida, abundantes motivos de preocupação com a Igreja em nossos dias. Em solo brasileiro o mercantilismo da fé invadiu púlpitos, livros e corações. A prosperidade material, em lugar da santidade e serviço cristão, se tornou o sonho de vida vendido nas prédicas diárias. Os títulos hierárquicos da fé são criados na […]

Continue lendo →

É a evangelização indígena, realizada por movimentos cristão evangélicos, um dos fortes fatores para a aculturação do índio e sua consequente perda de identidade ? Esta pergunta me foi feita algumas vezes nos últimos anos.Demonstra por um lado a legítima preocupação com a preservação da identidade cultural indígena, e por outro a ausência de maior […]

Continue lendo →

INTRODUÇÃO        Durante estes anos em que trabalhamos entre as etnias Konkombas no nordeste de Gana, África ocidental, muitas vezes nos surpreendemos com a forma como os novos crentes interpretavam e contextualizavam os ensinos bíblicos a medida que lhes eram apresentados, utilizando histórias, contos e provérbios milenares na cultura Konkomba para elucidar o princípio […]

Continue lendo →

Área: Antropologia Cultural, Fenomenologia da Religião e Etnologia Preparado por: Ronaldo Lidório ARAÚJO, Stephenson Soares. A Manipulação no Processo da Evangelização. Belo Horizonte: LERBAN, 1997. 222p. CASTRO, Dagmar Silva Pinto & Outros (orgs). Fenomenologia e Análise do Existir. São Paulo: Metodista, 2000. CASTRO, Eduardo Viveiros de (Org.). Antropologia do Parentesco: Estudos Ameríndios. Rio de Janeiro: […]

Continue lendo →

Ronaldo Lidório Para fins metodológicos aglutinamos neste questionário as perguntas direcionadoras advindas dos métodos Antropos e Pneumatos. A utilização desta metodologia de estudo cultural pode ser organizada pelo que chamaremos de ‘trabalho de campo’ que é realizado pelos missionários pesquisadores em determinado grupo específico, e ‘consultoria’ que trata-se de alguém que poderá assessorá-lo na organização […]

Continue lendo →

Uma breve introdução Os Konkombas derivam de uma família étnica que habita o nordeste de Gana, noroeste africano. Receberam a denominação genérica Konkombas na década de 30 a partir de um senso estatístico patrocinado pelo governo ganense, apesar de constituirem etnias diferenciadas, linguística e culturalmente. O termo Konkomba é desconhecido por eles.  As quatro principais etnias […]

Continue lendo →

Neste capítulo tenciono abordar a contextualização sob uma perspectiva teológica, seus objetivos e limitações, sua relevância e perigos. Defenderei a conciliação entre a Teologia e a Missiologia, a relevância da Antropologia Missionária e por fim apresentarei alguns critérios bíblicos para a contextualização. Quando Hesselgrave afirma que contextualizar é tentar comunicar a mensagem, trabalho, Palavra e […]

Continue lendo →

Entendendo o mundo invisível Introdução Observando grupos animistas e suas sociedades ao redor do mundo vemos que a religião está na raíz de cada cultura como um fator determinante dos princípios da vida. Sem exageros poderíamos afirmar que, na cosmovisão animista, religião é vida e vida é religião. De forma simples poderíamos definir Animistas como […]

Continue lendo →

INTRODUÇÃO Em 1573 Frei Ernesto Fonseca , analisando os habitantes do novo país conquistado pela força portuguesa, afirmou que: “… além de contrários ao trabalho e disciplina de qualquer tipo, seguem práticas tão pagãs e alheias a Deus que torna-se improvável que tenham uma mente evoluída que possa compreender a salvação, ou serem dignos dela”Creio […]

Continue lendo →

Romanos 1:1-5 Normalmente olhamos para Missões do ponto de vista de Deus, da Sua vontade e da Sua visão. Ou ainda do ponto de vista do Campo: a necessidade do mundo perdido sem o conhecimento do Evangelho. Ainda estudamos Missões do ponto de vista da Igreja, agente de Deus para alcançar tribos e povos até […]

Continue lendo →